Transcendental

11 de nov de 2011











Uma angústia íntima nos acompanha desde jovens.
Algo que procuramos e não sabemos o quê.
Uma verdade presa dentro de nós mesmos.
A razão dos sofrimentos e das alegrias,
dos encontros e desencontros.
Uma busca incessante na escuridão.

Esperamos um dia voltar ao lar de onde viemos
e do qual não nos lembramos.
Uma angústia íntima nos acompanha desde tempos longínquos.
O vazio de não nos conhecermos.
A intuição inconsciente do que somos nos diz:
Queremos apenas nos libertar.