Efeito

26 de jun de 2008













Um homem levanta a mão e colhe uma estrela.
Ela lhe queima os dedos.
As cores fogem do arco-íris e vão morar nas flores.
As flores morrem.
O rio bebe sua própria água para matar a sede.
E então sente fome.
A primavera beija o sol ardentemente na fronte.
E sua boca arde.
Escrevo o infinito com tinta cor-de-vida.
E a tristeza some.

The Grey Stars

25 de jun de 2008

















In the sky, into my dreams
The stars shine, watching my sins.
But the stars are grey.

In the heaven, into my fears
The stars die, and I wash my tears.
But the stars are pain.

I live under the questions.
I die to rest.
Life is always beginning.
The sky is getting black.

Once more I cried
And left my dreams away.
I look at the sky
But the stars are grey.

O lutador

17 de jun de 2008














Defenda-se da paixão como
Defenderia-se de um soco.
Esquive-se
Desvie os olhos
Não olhe o sorriso
Não queira tocar a pele macia de alguém.
Evite a dor de um beijo
O nocaute inevitável do amor.
Desvie-se disto
Pois você não sabe como lutar.

Insegurança

16 de jun de 2008














A cada não
o desejo de sim.

A cada sim
a certeza do não.

A cada olhar
a dúvida da direção.

A cada sorriso
a denúncia da traição.