O prêmio

17 de ago de 2009











Ele havia ganhado sozinho o grande prêmio da loteria. Enquanto conferia o bilhete, seus pensamentos vagavam. Ele, que sempre foi pobre, agora teria tudo o que sempre quis. Imaginou o dinheiro, as viagens, os carros, o jatinho. Era inacreditável. E a Rosinha; finalmente ela daria bola pra ele, se casariam e viajariam pelo mundo em uma eterna lua de mel. Ele parou de pensar e olhou para o bilhete premiado. Não... ele não estava preparado pra tanta felicidade; rasgou o bilhete, jogou os pedacinhos no lixo e seguiu para o trabalho.

O homem que vendeu os olhos

11 de ago de 2009










Os olhos dele não eram apenas sensores. Onde os outros viam cores, ele via a alma; onde viam flores, ele via o mundo onde as almas habitam. Os olhos dele enxergavam por dentro e além das coisas. Até o dia em que ele decidiu vendê-los.